A | B | C | D - E | F | G - H | I - J | K -L | M | N - O | P - Q | R | S | T | U - V - W | X - Y - Z

AURORA DO SUL
  • Estilo: crítico-opinativo;
  • Responsáveis: Ribeiros & C. / Ribeiros & Assumpção na 2&166; edição;
  • Número de páginas: 4 (mas p. 3 é numerada como p. 7 e p. 4 é numerada como p. 8);
  • Período: 1864.
A Aurora do Sul retrata, através de seus poemas e crônicas, quais são os pensamentos capitalistas presentes naquela sociedade. Alguns poemas mostram a hipocrisia de pessoas que faziam tudo às escondidas nos momentos mais oportunos. Além disso, as mulheres sofrem uma crítica em relação a comportamento.

Alvorada

O jornal era composto por oito páginas e era 'consagrado aos interesses militares'

 

Arauto das Letras

Conforme Jaqueline Rosa da Cunha (2005, p. 58-9), "o semanário Arauto das Letras surgiu em agosto de 1882, tendo por gerente Severino F. Gonçalves, e por proprietária a família Melo, representada por Octaviano A. de Melo. Recebia a colaboração das poetisas Revocata dos Passos Figueiroa de Melo, Revocata Heloisa de Melo, Julieta de Melo Monteiro e de vários autores rio-grandinos, dentre os quais: Eduardo Lobo, Leopoldo Chaves, Pinto Moreira, Aurelio Forte, P. T. d’Almeida e Lélio, identificado também por L e que escrevia poemas em língua espanhola. O jornal Arauto das Letras contou com a colaboração dos autores pelotenses Francisco de Paula Pires, que utilizava os pseudônimos Marylandico e P. P., Lobo da Costa, Mathias Guimarães, Cândida Abreu, Luiza Cavalcanti Filha, Moriwald Costa, Praxedes da Costa, Ollem, Paolo de Morangis – pseudônimo de Inácio Moreira - e Paulo Marques. (...)
O Arauto das Letras era composto por quatro páginas de formato pequeno, nas quais distribuem-se nove colunas: ensaios a respeito do comércio, da política ou da educação - fosse escolar ou não -, além de informações a respeito das cidades de Rio Grande e/ou Pelotas; Folhetim do Arauto das Letras; Variedade; Colaboração; Literatura; Crônica; Seção Poética e o Expediente do jornal; e em alguns números, as colunas Aviso e Anúncio. Esse periódico circulava semanalmente, quase sempre aos domingos, tendo somado 36 números."

 

Na dissertação Arauto das Letras: literatura e imprensa (FURG, 2005), são detalhados os exemplares disponíveis para consulta:
1) Na Biblioteca Pública Pelotense: há exemplares de 1882.

O Asmodeu

O jornal era composto por oito páginas e publicava caricaturas em geral.

A Grinalda

O semanário, de interesse literário, foi - conforme Alves (2005, p. 82) - a 'segunda experiência de funcionários de jornais maiores, organizando folhas literárias na tipografia dos patrões', como já ocorre com o Inúbia.

 

 

 

 

cnpqfapergs

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FURG - Instituto de Letras e Artes
Av. Itália, km 8 - Campus Carreiros - CEP 96201-900
 
Rio Grande - RS - Brasil
Telefones: (55) (53) 3233-6621 (Fax)
Para enviar email, clique aqui.